Epiderme da alma

Esses dias, realmente, é difícil de admitir, mas não estou bem. Um buraco na minha alma quer ser grande, embora lute muito pra que isso não aconteça. Tenho as armas do sorriso, do trabalho, do amor e da amizade para atacar esse mal que quer repolsar sobre minha mente e corpo. Muitas vezes, tenho uma vontade de derreter e descer por um buraco estreito, de passar uma borracha no meu corpo e ficar invisível, de voar e sentir a brisa morna na minha cara com lágrimas, de correr pela chuva com roupa e sem sapatos e cair de exaustão, de chorar alto como um lobo aflito uivando para a noite. Há muito barulho na minha cabeça, confusão de pensamento, de idéias e de fatos do dia acumulados. Não sei falar sobre nada. Não sei me dizer. Quero só silêncio, silêncio, silêncio si…

2 thoughts on “Epiderme da alma

  1. Ah,Sandra, tenho me sentido asim também. Acho que é uma epidemia global. Adoraria estalar os dedos e sumir um pouquinho. Voltar quando estivesse me sentindo melhor. Enfim, temos que acreditar que tudo vai melhorar.

    Sorte!

  2. Tem gente que sente isso pq quer fugir do mundo real, tem gente que sente isso porque não foge de forma alguma do mundo real.

    Algo me diz que vc está no segundo grupo!

    Olha, você não está sozinha! Além da Rosângela e de mim pode ter certeza de que há uma legião de outros heróis modernos que sofrem ao encarar os desafios que temos pela frente para consertar o que os anos passados fizeram ao nosso mundinho! :-/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s