A dor de Drummond

carlos-drummond

Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram…

(…)
Como aliviar a dor do que não foi vivido?
A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo,
mais me convenço
de que o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-se do sofrimento,
perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.

(Carlos Drummond de Andrade)

7 thoughts on “A dor de Drummond

  1. As meninas Rose e Julie não exageram quando falam de vc, pois é muito inteligente e sabe usar e abusar da linguagem para expressar-se.

    Muito bom!!

    Abração!!

  2. Vim aqui atraves de link do blog Academia e fiquei surpreendido. Não é que ontem publiquei um poema «Estranhas Lágrimas» de Félix Pacheco (nascido a 2 de Agosto de 1879) ilustrado com esta mesma fotografia?

    Pode crer que é um acaso extraordinário…

    Gostei do sobretudo (e especialmente mais alguma coisa)…

  3. Ahhh, eu adoro essas palavras dele!!! Realmente, o q dói mais é o q a gente sonhou e não conseguiu realizar…por isso que eu busco tanto aquilo em que acredito!!! Sou teimosa mesmo, não desisto =]
    Bjos!!!

  4. Venho de novo aqui só para lembrar que hoje 17 de Agosto faz 30 anos que Drummond faleceu. Neste dia 17 de Agosto, mas há 110 anos nascia Antonio Botto e também em 17 de Agosto mas d 1944 morreu outro grande poeta português Eugénio de Castro. Por isso hoje é um dia de poetas ….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s