*Corín Tellado

corinconlibros2No dia 11 de Abril de 2009, morreu, aos 82 anos, a escritora espanhola Corín Tellado (Maria del Socorro Tellado Lopéz / 1926-2009). Corín publicou mais de quatro mil obras: fotonovelas, novelas e romances cor de rosa que marcaram várias gerações, e entrou no Guiness (1994) por ter vendido mais de 400 milhões de exemplares dos seus escritos. Viveu a sua carreira à sombra numérica de um homem: Miguel de Cervantes, o único autor de língua castelhana que vendia mais do que ela. Pouco antes de fazer 20 anos, assinou um contrato exclusivo com a editora Bruguela e publicou a sua primeira novela “Atrevida Aposta” (1946). Suas novelas, que arrebataram ávidos leitores (principalmente mulheres) da Espanha, Portugal e América Latina, tratam de amores e desamores. Suas personagens são mulheres que vivem histórias românticas, paixões, aventuras eróticas, casamentos desfeitos e lutam por sua felicidade. Sinceramente, não conhecia essa autora até ouvir nos jornais o anúncio de seu falecimento. Não acho que essa literatura deva ser negligenciada, pois se trata de uma obra ficcional e muito diz sobre a sociedade da época em que foi escrita. Falar de/sobre amor em todas as suas vertentes, uma extravagância de sentimentos, que em muito está na alma do povo latino, geralmente soa fútil, e esse é o grande estigma que esse gênero de literatura carrega sem que por isso seja menos qualificada.

Entrevista – Rádio TSF

E por falar em cor de rosa…

Ontem fui assistir ao filme “Ele não estã assim tão interessado“, tradução portuguesa para He’s just not that intohes_just_not_that_into_you_ver23 you (com Ben Affleck, Jennifer Aniston, Drew Barrymore, Jennifer Connelly, Kevin Connelly, Bradley Cooper, Ginnifer Goodwin, Scarlett Johansson, Kris Kristofferson, Justin Long). Fui estimulada pela plêiade que o protagonizava, mas… saí um pouco decepcionada com a história. Um tema um bocado batido, do tipo: quem eu amo não me quer, quem me que eu mando embora. O eterno duelo entre homens X mulheres em busca de saber quem sofre mais e quem mais faz sofrer nas questões relacionadas com o amor. Para falar a verdade, senti que não foi um bom investimento e não recomendo, exceto se quiserem ver uma porção de gente bonita na telona, aí, sim, vale a pena. 

Ver aqui uma promoção da Fnac (Portugal) sobre o filme (2 viagens para Veneza até dia 30 de Abril)

2 pensamentos sobre “*Corín Tellado

  1. Valeu Sandra, muito obrigado pela tua visita e os elogios. A tua crônica ficou ótima também e concordo em número e grau.
    Corín ficou até o fim com esse sabor amargo de não ser reconhecida pela classe. Mas não há dúvida que ela fez uma grande contribuição à literatura romântica em espanhol.
    Seja bem vinda ao meu blog. Sempre.
    Abraços

  2. Que interessante! Não conhecia a Corín. Também acho que essa lieratura tem seus méritos sim. Assim como os best sellers que temos hoje, ela faz parte de um pouco da história dos livros, das revistas, da burguesia que se ocupava desse tipo de escrita. Além do mais, uma das funções da literatura é sim o entretenimento, por que não?

    Tive a mesma impressão que você de “Ele não está tão afim de você”. Fui ao cinema e vi uma repetição de situações muito corriqueira mesmo. Gostaria de ver de novo uma comédia romântica bem feita, com estilo e finesse. Mas tem sido difícil. Virei uma assídua espectadora de dramas, só porque não aguento mais os romances água-com-açúcar de Hollywood.

    Bjos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s