Bodas de Flores ou Frutas

De todo o meu passado/Boas e más recordações/Quero viver meu presente/E lembrar tudo depois/Nessa vida passageira/Eu sou eu, você é você/Isso é o que mais me agrada/Isso é o que me faz dizer…/Que vejo flores em você… (Flores em você – Ira – Edgard Scandurra)

Em quatro anos, o casamento ainda tem a delicadeza de pétalas, embora já conheçamos melhor as nossas virtudes e defeitos, limitações e habilidades e passamos a medir e pesar com menos regalias os defeitos do outro, porém admirar as suas qualidades. Os anos passam, a intimidade aumenta, o tempo de vida diminui, o romantismo começa a dá lugar ao dinamismo do dia a dia e à prática do manejo das gorduras localizadas, TPMs, flacidez e… gravidez. Sim, ainda nos resta muito amor, paciência, compreensão e resignação para pormos outro ser humano no mundo (que, neste caso, está longe de ser a lanterna do relacionamento e já vai nascer em ambiente iluminado, com perfume de flores e ao sabor das frutas mais doces). Uma época fértil, portanto, para o conhecimento de novos sentimentos e para o descobrir de atitudes e possibilidades que agora farão parte de nossas vidas. Fico, assim, a vislumbrar os botões de flores que hoje enfeitam a minha vida e o meu casamento e a esperar com grande trabalho e esperança que nos próximos anos eles explodam em novas e viçosas flores, aromas e cores para adornar ainda mais o nosso jardim.

Saúde!

3 thoughts on “Bodas de Flores ou Frutas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s